A Guerra das Mulheres

A Guerra das Mulheres

Sinopse

O romance decorre em França, mais propriamente perto de Bordéus, no ano de 1650. Uma inextrincável intriga de amores secretos que ocultam um acontecimento bem mais importante: a Fronda da nobreza capitaneada por Condé. A rainha Ana de Áustria ocupa a regência, assessorada por Mazarino. O Príncipe de Condé fora preso por ordem do primeiro-ministro e sua mulher confinada a um castelo. O barão de Canolles procura os favores de Nanon de Lartigues, a amante de um dos mais influentes conselheiros da rainha, o Duque de Épernon. O sedutor conhece entretanto uma partidária do Príncipe de Condé que, disfarçada de homem, procura mobilizar tropas para libertar o seu senhor, afastar a regente e colocar no trono o Duque de Enghien. Canolles apaixona-se pelas duas! Seguem-se as peripécias típicas de uma conspiração, a guerra civil que lhe sobrevem e os ajustes de contas. Este romance é considerado a expressão máxima da trama dumasiana.